quarta-feira, 29 de julho de 2009

Doce pecado... Sem fim

Por acaso do destino
O meu foi cruzado com o seu
Sabia que deveria evitar
Mas meu olhar insistia a te procurar

A razão me impedia
Mas meu desejo te cobiçava
Meu corpo inteiro queria
Adormecer suado ao teu lado

Já imaginava teus gemidos
Os sussurros ao meu ouvido
Minha pele já arrepiada
Transbordada de excitação

Desisti de tentar esquecer
Quando em ti encostei
Meus lábios buscaram os teus
Quis o teu corpo em cima do meu

Nem que fosse apenas por uma noite
Sabia que seria assim
Ou que por sorte por mais uma o teria
Mas foi o começo desse caso enfim

Em cada centímetro dessa noite de prazer
Suas digitais ficaram estampadas em mim
Um dia isso terei que entender
Porque dentro de mim você continua a ser...

Esse doce pecado... Sem fim...


TÎG€Я ╬

Um comentário:

Luxúria sentida... disse...

está lindo...adorei!
bjs de luxo