sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Romance ideal

Parecia tão real
Algo inimaginável
Fora do normal
O romance ideal

Páginas em branco
Linhas mal escritas
História não resolvida
Algo que perdeu o encanto

Secou o meu pranto
Por mais que te negue
Te coloco em um canto
Te renego

Te enxugo
Não te enxergo
Mas só nós sabemos
O quanto ainda sofremos

Mesmo com o sorriso nos lábios
O olhar de felicidade
Que na verdade não passa de irrealidade

Esse amor cruel e imortal
Que sempre me fez mal
Me maltrata me faz sofrer
Mas que não deixa te esquecer

Tiger


Um comentário:

António disse...

É através da poesia que o poeta dá asas aos sonhos. que possa atingir os seus sem sofrimento.

Bjs!!